0
  • No products in the cart.

‘Veludo Azul’, de David Lynch, volta ao cinema em cópia restaurada

Exibição única na Cinesala, em SP, marca a segunda edição do projeto Replicante, dedicado a trazer filmes cult e clássicos de todos os gêneros e épocas de volta à tela grande

Contato: info @ projetoreplicante.com
facebook.com/projetoreplicante

Eventbrite - Veludo Azul, de David Lynch, na Cinesala [Replicante #02]

SÃO PAULO, 10 DE AGOSTO DE 2017 – Comemorando os 30 anos da estreia do filme no Brasil, a segunda edição do Projeto Replicante traz de volta ao cinema um clássico escrito e dirigido por David Lynch: Veludo Azul (Blue Velvet), em cópia restaurada e exibição única dia 31 de agosto na Cinesala.

Para muitos a obra-prima de Lynch, o filme traz Kyle MacLachlan (o futuro Agente Cooper da série Twin Peaks) como Jeffrey Beaumont, um estudante que encontra uma orelha decepada em um terreno abandonado de uma pequena cidade dos EUA. A descoberta é o portal de entrada para um mundo sombrio de sexo, drogas e insanidade, levando Jeffrey de encontro a personagens tão perturbados quanto inesquecíveis — como a cantora de cabaré Dorothy Vallens (Isabella Rossellini) e o psicopata Frank Booth (Dennis Hopper).

Colidindo sensualidade e violência, voyeurismo e inocência, sonho e desespero, Veludo Azul é o retrato perturbador de uma pequena cidade capturada pelo Pesadelo Americano, tão polêmico e impactante hoje quanto foi há 30 anos.

Concluída especialmente para o 30o aniversário do filme, a restauração digital em 2K é a oportunidade perfeita para redescobrir este clássico moderno no seu lugar de direito: a sala de cinema.

Nos dias que antecedem o final da nova temporada de Twin Peaks, esta edição da Replicante traz também algumas surpresas para os fãs do seriado. Antes do filme, a partir das 20h, a cantora Bela Moschkovich e a Blue Rose Band se apresentam com músicas inspiradas na série e no universo peculiar de David Lynch.

Para essa sessão especial, a Replicante conta ainda com um pôster criado especialmente para o evento pelo ilustrador Cristiano Siqueira (crisvector.com), cujo projeto de ilustrar um cartaz diferente para cada episódio de Twin Peaks tem causado sensação nas redes sociais (inclusive entre os atores da série).

 

SOBRE O EVENTO

Veludo Azul (Blue Velvet)
Dir: David Lynch
EUA – 1986 – 120′ – DCP – Legendado
Classificação indicativa: 18 anos

QUANDO:  Quinta, 31 de agosto de 2017
ONDE:  Cinesala (R. Fradique Coutinho, 361, Pinheiros, São Paulo-SP)
QUANTO:  R$30 (poltrona individual) a R$80 (sofá duplo)
HORÁRIO:  A sessão começa às 21h15. Antes da abertura da sala, a partir das 20h, acontecerá no lobby do cinema o show com Bela Moschkovich & The Blue Rose Band, aberto ao público em geral
INGRESSOS:  À venda somente online pelo site projetoreplicante.com

Atenção: Os ingressos para este evento não estão disponíveis para venda na bilheteria da Cinesala.

 

SOBRE O PROJETO

Inspirado pelos cinemas de repertório ao redor do mundo, Replicante é um projeto criado em São Paulo em 2017 para trazer filmes cult e clássicos de volta ao cinema, sempre em cópias raras e restauradas.

Em parceria com exibidores independentes, a iniciativa busca celebrar e revitalizar a experiência cinematográfica, criando eventos especiais para exibir os filmes que todos gostaríamos de ver ou rever na tela grande, sem restrições de gênero ou época e sempre com a melhor qualidade possível de projeção — nunca em DVD ou Blu-Ray.

 

SOBRE OS CURADORES

André Sirangelo  – andre @ projetoreplicante.com

Jornalista e roteirista de cinema e TV, escreveu sobre cultura pop nos sites Omelete e Superinteressante
antes de integrar a equipe de roteiro dos seriados “3%” (Netflix), “A Teia” e “Sob Pressão” (TV Globo).


Fidel Madeira –
fidel @ projetoreplicante.com

Publicitário e programador cultural, trabalhou com curadoria em instituições como a Casa do Saber e em eventos como o
Discovering Latin America, maior festival de cinema latino-americano do Reino Unido.

 

SOBRE A CINESALA

Principal parceira do Projeto Replicante, a Cinesala é uma empresa que nasceu com o objetivo de desenvolver cinemas especiais, tendo como sócios Raí, Adhemar Oliveira, Paulo Velasco e Rodrigo Makray.

O espaço na Rua Fradique Coutinho funciona como cinema de rua desde 1962, primeiro como Cine Fiammetta e depois como a primeira Sala Cinemateca – ponto de encontro de cinéfilos com exibições de filmes clássicos e raros.

A atual Cinesala nasceu em 2014, incorporando o espírito de renovação do efervescente bairro de Pinheiros. Passou a atrair um público fiel e variado, que valoriza o caráter independente e inovador do mais tradicional cinema de bairro de São Paulo.